Início / Brasil / Alternativa na crise: Números de candidatos a vagas de estágio cresce quase 20%

Alternativa na crise: Números de candidatos a vagas de estágio cresce quase 20%

Os programas de estágio, além de estarem em ascensão entre as empresas privadas e órgãos públicos do país, estão atraindo cada vez mais estudantes, especialmente diante do cenário conturbado que o mercado de trabalho nacional enfrenta.

A crise econômica, que já dura mais de dois anos, fez com que as empresas cortassem investimentos e reduzissem o número de funcionários, o que afetou, principalmente, a faixa etária entre 14 e 24 anos – a taxa de desemprego chegou a 25,6% – justamente a parcela da população com menos experiência, e que, muitas vezes, está iniciando a vida profissional. Em vista disso, os mais jovens têm migrado suas buscas do mercado formal para os programas de aprendizagem, que vem apresentando números expressivos nos últimos anos.

Retração no mercado

A crise que os país atravessa nos últimos anos causou um encolhimento significativo no mercado de trabalho. Muitos brasileiros perderam o emprego e o Brasil fechou 2016 com um número recorde de desempregados: mais de 12 milhões. Só no ano passado foram cerca de 2 milhões de pessoas que perderam o emprego e inflaram esse número, que vem crescendo de forma acelerada em mais de dois anos de profunda recessão na economia brasileira.

A estimativa dos especialistas prevê que esse ano a economia comece a melhorar e que o número de contratações vá superando, aos poucos, o número de demissões, porém, esse alivio vem a passos lentos, e o total de desempregados pode subir ainda mais ao final do ano. As projeções são de que 2017 seja um momento de estabilidade para o mercado brasileiro, pois as vagas criadas ainda não terão capacidade de absorver toda a demanda que está sem emprego no momento e, só após esse período, poderá ocorrer uma recuperação efetiva.

Em alta entre os jovens

Além de ser mais flexível para se adequar a rotina dos estudantes, o estágio ainda se mantém na contramão da crise, com números positivos e um crescimento gradual, esses programas se tornam atraentes para os jovens estudantes, que enxergam uma saída para driblar a crise e conseguir uma colocação. Segundo levantamento realizado pela Companhia de Estágios – assessoria especializada no recrutamento e seleção de estagiários – somente no primeiro semestre de 2016, o número de inscritos nos programas de estágio cresceu 17,6% em comparação com o mesmo período de 2015. Um crescimento exponencial no histórico, pois, comparando o primeiro semestre de 2013 com o do ano seguinte, o número de inscritos subiu apenas 3,8%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by keepvid themefull earn money