Início / Destaques / Alunos da rede municipal vivem experiências com a natureza no Bosque da Ciência

Alunos da rede municipal vivem experiências com a natureza no Bosque da Ciência

Ver de perto como vivem os peixes-boi, as tartarugas da Amazônia, os jacarés e conhecer sobre os frutos amazônicos foram as experiências vivenciadas por alunos do 5º ano da Escola Municipal Professora Francisca Campos Corrêa, bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus, na manhã desta sexta-feira 5/5, no Bosque da Ciência, bairro Petrópolis, zona Sul da cidade. A atividade é a 1º deste ano e faz parte do Circuito de Ciências.

A ação socioambiental faz parte do projeto “Oficinas Educativas e Exposições”, coordenada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Gerência de Tecnologia Educacional (GTE), que desenvolve as Feiras de Ciências e os Circuitos de Ciências nas escolas da rede.

 

A visita ao Bosque tem como objetivo tirar o aluno da rotina da sala de aula e receber orientações práticas dos conteúdos que são estudados nos livros. Para a assessora pedagógica da GTE, Betânia Corrêa, que acompanhou a atividade, a ação é uma forma de pesquisa para os alunos. “A Semed incentiva os alunos a trabalhar por meio de pesquisa. Aqui, o aluno pode conhecer de perto como são realizadas as pesquisas científicas, a elaboração de projetos científicos e as atividades que são desenvolvidas pelo Bosque”, comentou.

 

Os alunos participaram de trilhas dentro do Bosque, visitaram estandes com as informações sobre a preservação e conservação da tartaruga amazônica; o combate e como acontece a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya; cuidados com a saúde bucal e como é transmitido, identificado e o como acontece o tratamento da doença da leishmaniose.

 

O aquário com os peixes-boi foi o mais procurado pelos alunos, que ficaram impressionados com o tamanho do mamífero. “Essa é a primeira vez que eu venho ao Bosque e têm coisas que eu não sabia que existiam, tipo algumas espécies de tartaruga, o tamanho do peixe-boi e como eles se alimentam, eu fiquei bem surpreso”, disse o aluno Henrique de Araújo, de 10 anos.

 

Para o professor, João Bosco Pereira, a visita ao Bosque é uma atividade produtiva que ajudará na parte teórica estudada. “A criança em contato com o real, torna o aprendizado mais dinâmico, na sala de aula trabalhamos mais a teoria e aqui ela vivencia tudo o que a gente vem trabalhando, é um laboratório a céu aberto”, explicou o professor.

 

A escola interessada em participar do Circuito de Ciência deve entrar em contato com a GTE, por meio do 98842-5206 ou pelo gte.adm@semed.manaus.am.gov.br, que será agendado um dia para que a equipe do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa) visite a unidade de ensino e orientem os alunos e professores, antes de irem ao Bosque da Ciência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by keepvid themefull earn money