Início / Cidades / Antigas bancas de revista da avenida Eduardo Ribeiro são substituídas por estruturas padronizadas

Antigas bancas de revista da avenida Eduardo Ribeiro são substituídas por estruturas padronizadas

A revitalização da avenida Eduardo Ribeiro, no Centro, teve uma nova etapa concluída esta semana com a substituição das últimas bancas de revistas antigas da via pelo novo modelo aprovado junto ao projeto para a área. No total, a avenida hoje conta com 18 bancas de revista.

Dois mobiliários antigos, na altura do Relógio Municipal, foram retirados durante ação integrada e deram lugar já ao novo equipamento, do tipo conjugado, instalado para atender aos permissionários que estavam no local e que agora dispõem de uma banca nos padrões pós-reforma. A banca conjugada já está em funcionamento, com estrutura em chapa metálica, toldo fixo, base em concreto e pintura na cor verde.

 

Além do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), a ação contou com o apoio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) e Guarda Municipal.

 

A obra da avenida Eduardo Ribeiro faz parte dos projetos do Implurb, tendo aporte de recursos do Fundo Municipal de Planejamento Urbano (FMDU). A intervenção no local traz à tona aspectos originais do século 19, valorizando o patrimônio cultural e arquitetônico dos manauaras, há anos escondido. O trabalho prevê o resgate do pavimento original, melhorias em calçadas, iluminação, paisagismo e acessibilidade, sem recursos investidos do Tesouro Municipal.

 

Na Nova Eduardo Ribeiro, os paralelepípedos que faziam composição com o piso original voltaram a ocupar a principal via do centro histórico. No rolamento da pista foram encaixadas peças pré-moldadas de concreto (pavers), trazendo harmonia à paisagem. As calçadas ganharam pedras do tipo São Tomé, de alta durabilidade e resistência para a área de passeio. Antes, as calçadas eram tomadas por ambulantes e não ofereciam acessibilidade. Hoje, as calçadas de quatro metros estão livres para os pedestres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by keepvid themefull earn money