Início / Esportes / Paulista é excluído da Copinha por ‘gato’ e Batatais herda vaga na final

Paulista é excluído da Copinha por ‘gato’ e Batatais herda vaga na final

O Paulista de Jundiaí foi excluído da Copa São Paulo de Juniores, nesta segunda-feira, após a descoberta de que o zagueiro Brendon Matheus Lima dos Santos usou documentos adulterados — procedimento conhecido popularmente como “gato”. Brendon, na verdade, se chamaria Heltton Matheus Cardoso Rodrigues e não teria 19, mas sim 22 anos (acima da idade limite do torneio, de 20 anos).

Brendon Matheus, na verdade Heltton Matheus, é pivô do caso de “gato” que provocou a exclusão do Paulista da Copinha (Reprodução/Facebook)

A denúncia contra o zagueiro do Paulista havia chegado à Federação Paulista de Futebol (FPF) na quinta-feira, através de documentos trazidos pelo Batatais, que enfrentaria a equipe na semifinal da Copinha. O Paulista venceu por 5 a 1, com Brendon – que na verdade chama-se Heltton – em campo.

O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) Antônio Olim confirmou, em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, que o colegiado confirmou o caso de “gato” após conferir a documentação do jogador e decidiu, seguindo o regulamento, pela exclusão do Paulista do torneio. Com isso, o Batatais enfrentará o Corinthians na decisão da Copinha, nesta quarta-feira.

– Descobrimos que o documento de identidade dele está registrado em uma numeração à qual ainda nem chegaram no Rio de Janeiro (onde está feito o registro de Brendon). Daremos prosseguimento às investigações para saber se tem algum dirigente envolvido. Por enquanto, só esse atleta, que na verdade é um criminoso (é acusado de fraude) – explicou Olim.

PAULISTA SE DIZ SURPREENDIDO

Embora ainda procure evidências sobre possível envolvimento de dirigentes, Olim disse acreditar que o Paulista “agiu de boa fé” e, por isso, o TJD-SP decidiu não vetar a participação do clube nas próximas cinco edições da Copinha — punição prevista no artigo 25 do regulamento de competições da FPF para adulteração de documentos.

O Paulista divulgou nota oficial na manhã desta segunda-feira em que se mostrou “surpreendido pelas notícias relacionadas à possível irregularidade” na documentação do zagueiro (veja a nota completa ao fim da matéria). Heltton foi inscrito usando a documentação de Brendon Matheus de Araújo Lima, que está preso desde agosto de 2016 por assalto com arma de fogo em um posto de gasolina em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, segundo informações da “ESPN”. O processo ainda não teve sentença.

O presidente do TJD-SP disse que acredita que Brendon tenha parentesco com Heltton, que teria nascido em 24 de março de 1994, e não em 1997, como apontam os documentos usados para inscrição na Copinha. O jogador chegou a jurar inocência aos dirigentes do Paulista, mas não apareceu no treinamento desta segunda-feira. O clube registrou Boletim de Ocorrência por desaparecimento e falsidade ideológica.>>>Agência O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by keepvid themefull earn money