Início / Cidades / Prefeitura anuncia nova tarifa e apresenta aplicativo para o Sistema de Transporte Coletivo

Prefeitura anuncia nova tarifa e apresenta aplicativo para o Sistema de Transporte Coletivo

Com o congelamento da meia-passagem em R$ 1,50, o prefeito em exercício Marcos Rotta anunciou nesta quinta-feira, 26, o reajuste da tarifa do Transporte Coletivo de Manaus, que passa a valer R$ 3,30 a partir do próximo sábado, 28. A informação foi divulgada durante coletiva de imprensa, realizada no auditório da Casa Militar, na zona Oeste da cidade.

O valor foi composto ouvindo as reivindicações dos empresários e dos trabalhadores que operam o Sistema. Com o acordo, o transporte coletivo da capital ganha melhorias e a Prefeitura de Manaus garante estabilidade no serviço à população.

 

“A preocupação maior do prefeito Arthur Virgílio Neto foi de que cuidássemos para que o impacto no bolso do cidadão fosse o menor possível, considerando que o País, e Manaus não é diferente, vive um momento de forte recessão com a crise econômica”, afirmou Rotta. “Há um bom tempo a tarifa estava congelada e o reajuste foi necessário para equalizarmos as necessidades do sistema e afastarmos a possibilidade de novas paralisações, uma vez que garantimos o direito dos trabalhadores ao dissídio coletivo”, completou.

 

Ainda segundo o prefeito em exercício, o Município já avalia uma maneira mais democrática para futuras discussões sobre aumento da tarifa com a maior participação da sociedade. “Pensamos na criação de uma comissão com a presença dos sindicatos dos empresários e rodoviários, do Ministério Público e demais instituições interessadas e com a participação da sociedade para que a tarifa do transporte coletivo seja elaborada de maneira colaborativa”, comentou.

 

O reajuste da tarifa está abaixo da inflação acumulada nos últimos quatro anos, calculada em 32,57%, com base no IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. A base da nova tarifa foi calculada em 10%, mesmo valor concedido ao reajuste salarial linear dos rodoviários. Caso acompanhasse o acumulado da inflação no período, a tarifa ficaria em R$ 3,98.

 

“Nesse processo de composição da tarifa todos cederam um pouco nos seus posicionamentos, colocando como ponto alvo a população”, destacou Marcos Rotta. “O aumento foi abaixo do reivindicado pelos empresários, mas contemplando os benefícios salariais aos rodoviários, com a garantia de que não teremos mais greves”, reforçou.

 

Para garantir o congelamento da meia-passagem e um pequeno reajuste na tarifa integral, a prefeitura negociou o aumento do subsídio do sistema, que desde 2016 é pago somente pelo Município, sem a participação do Estado, que retirou o incentivo em janeiro do ano passado. Cerca de 400 mil estudantes ativos no sistema serão beneficiados com a meia-passagem congelada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by keepvid themefull earn money