Início / Cidades / Prefeitura reforça obras de drenagem por todas as zonas da cidade

Prefeitura reforça obras de drenagem por todas as zonas da cidade

Mais de 220 quilômetros de rede de drenagem profunda foram implantados em toda a cidade nos últimos quatro anos, além de aproximadamente 360 quilômetros de drenagem superficial – um trabalho que envolve a instalação de sarjetas, meio-fio e canaletas. As ações visam preparar a cidade para um melhor escoamento da água da chuva, que neste período atormenta moradores de muitos bairros. Em algumas áreas, onde o serviço já foi realizado, já é possível ver a diferença no dia a dia.

Complementando o trabalho de drenagem, foram instaladas, ainda, 3.325 caixas coletoras por todas as zonas de Manaus. “Nossa meta é intensificar esse trabalho para melhorar cada vez a qualidade de vida da população de Manaus”, disse o subsecretário de Serviços Básicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Antônio Peixoto.

 

A ações da prefeitura nesta área estão focadas na recuperação e construção de novas linhas de drenagem, ampliação das redes com a inserção de tubos mais largos, substituição de material comprometido, entre outras obras que hoje têm valor e significado real nas comunidades.

 

No Jorge Teixeira, zona Leste, por exemplo, a implantação de 970 metros de rede de drenagem profunda na Rua Nova Jerusalém mudou a vida de quem reside na área. A nova canalização e a construção de seis caixas coletoras hoje facilitam a vazão das águas das chuvas.

 

Ainda no bairro Jorge Teixeira, os moradores do Beco Castanheira não só tiveram o problema de drenagem resolvido com a implantação de 170 metros de tubulação, como também ganharam uma rua, após os serviços de terraplanagem, imprimação e asfaltamento. A obra beneficiou, principalmente, os alunos da Escola Municipal Esmeralda dos Santos Bessa, que agora conseguem percorrer o trecho até a escola sem o risco de ficarem pelo caminho.

Na zona Norte, a Avenida Francisco de Queiroz, principal via de acesso ao bairro Manoa, enfrentava sérios problemas de acúmulo de água, causando transtornos para os moradores e para os condutores, gerando congestionamento em dias de chuva. Para solucionar a situação, a prefeitura instalou uma nova rede de drenagem com 600 metros de extensão.

 

As ações começaram no cruzamento da rua A com a instalação de 30 metros de tubulações. Situação semelhante acontecia no bairro Monte das Oliveiras, entre as ruas Iaparé e Preciosa, onde foi implantada uma rede dupla de drenagem, com um total de 50 metros. Na Rua Sete de Setembro, bairro Colônia Terra Nova 2, foram implantadas tubulações de coleta das águas pluviais em uma extensão de 400 metros, além da construção de 30 caixas coletoras.

 

O mesmo serviço foi executado na rua Jander, fazendo a ligação entre os bairros Alfredo Nascimento e Fazendinha. O local recebeu 50 metros de tubulação e construção de 60 metros de contenção, além da pavimentação da via.

 

A área central da cidade também foi assistida. No bairro Centro, a rede de drenagem existente entre as ruas Tapajós e Tarumã se tornou pequena para a demanda. A solução da prefeitura para a área foi dobrar a capacidade de vazão das águas pluviais com a implantação de 90 metros de novos tubos com mais de um metro de largura.

 

Mais adiante, os tubos que compõem a drenagem da Avenida Djalma Batista também estavam comprometidos. A solução para a área foi a contenção com rip-rap, além da ampliação e recuperação dos tubos, responsáveis pela vazão do igarapé do Passeio do Bindá, que corta a avenida, do trecho entre a rua Rondônia (saída do Conjunto Eldorado) e a Avenida Pedro Teixeira.

 

Na zona Sul, uma das obras de drenagem executadas está na Avenida Rodrigo Otávio, que recebeu, em 2016, o total de 225 tubos de concreto e 15 caixas coletoras.

 

Moradora de uma dessas áreas, a dona de casa Marília Martins, que reside há 15 anos na rua 26, do bairro Alfredo Nascimento, na zona Norte, diz que já dorme tranquilamente em dias de chuva. “Aqui ficava só lama. E com a chuva, a situação só piorava. Várias vezes tive minha casa invadida pela água. Mas, no ano passado a história mudou. A Prefeitura fez o serviço de drenagem e tudo melhorou”, comemorou a moradora.

 

Na Rua Circular 1, no Monte Sião, os moradores também já comemoram melhorias. Mesmo sem a finalização dos trabalhos no local, já é possível verificar os avanços. A área que antes alagava, hoje, recebe a instalação de uma rede de drenagem.

 

Moradora do local há anos, a cabeleireira Jane Maria Rocha disse que mesmo com os trabalhos ainda em execução, já é possível perceber as melhorias. “Ainda falta muita coisa para ser feita, mas a rede de drenagem que já está sendo instalada aqui na nossa rua vem mostrando melhorias. Agora é só esperar o fim dos trabalhos”.
Outro bairro que também está recebendo serviço de drenagem é o Cidade de Deus, na zona Norte. Mais de 20 metros de drenagem profunda estão sendo executadas na rua Javali.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by keepvid themefull earn money